Bom desempenho no Rio de Janeiro

Unidades administradas pela Pró-Saúde na capital fluminense mostram índices positivos.

Melhora na gestão, redução na taxa de mortalidade e no tempo de permanência em UTIs, implementação de projetos e ações. Esses são apenas alguns resultados obtidos pela Pró-Saúde – Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar em sete unidades sob sua gestão integral (IECPN,HEAT, HEPJBC, HEGV e HEAPN) e parcial(HECC e HERF). Em todas elas, a Instituição foi selecionada por licitação pública.

O Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN), projeto pioneiro no Brasil idealizado pela Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro funciona desde agosto de 2013, e oferece o que há de mais avançado no campo da neurocirurgia de alta complexidade. A Pró-Saúde faz a gestão desde o início e só nos primeiros 20 dias de operações, o IECPN realizou 21 intervenções cirúrgicas, incluindo retirada de tumores e lesões decorrentes do Mal de Parkinson. Além disso, em menos de seis meses foram mais de 3 mil atendimentos e cerca de 4 mil exames.

23Uma das alas do IECPN, no Rio

Voltado para o atendimento de urgências e emergências de alta complexidade, o Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT) estabeleceu um conceito inédito nos serviços de saúde pública brasileiros: o de Centro de Atendimento especializado em trauma. Os resultados alcançados por meio da gestão da Pró-Saúde mostram, na prática, a excelência na qualidade. Atendimentos, cirurgias e exames, por exemplo, ficaram acima da média contratada em 54%, 78% e 50%, respectivamente.

O Hospital Estadual Prefeito João Batista Caffaro (HEPJBC) presta serviços de saúde de média e baixa complexidade e também funciona como apoio ao Hospital Estadual Alberto Torres,na reabilitação. Ao assumir a gestão da unidade,a Pró-Saúde incluiu mais 28 leitos, possibilitandoa ampliação do atendimento, reativou o Serviçode Ultrassonografia e intensificou o treinamentode funcionários, com a criação do Núcleo deEducação Permanente (NEP). Já o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes(HEAPN) faz atendimento de alta complexidade e está iniciando a implementação da acreditação Hospital Amigo da Criança. Esses três últimos hospitais conquistaram o prêmio Qualidade PQRio 2013. A premiação é um reconhecimento das Organizações Sociais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro do trabalho direcionado à excelência de modelo de gestão.

24Equipamentos modernos auxiliam nos procedimentos.

Outra unidade que opera em gestão total é o Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV) queteve sua capacidade instalada de leitos ampliada,modernizada e qualificada, assegurando aosusuários assistência em caráter contínuo. Somenteno mês de outubro de 2013, a meta estabelecidapara a UTI adulta, por exemplo, foi ultrapassada em62%. Pesquisa realizada com os usuários registrou93,7% de satisfação no serviço de Ortopedia eTraumatologia e 95% em Neurocirurgia.Redução da Taxa de Mortalidade Ajustadaem UTI adulta e pediátrica no primeiro semestrede 2013, ficando em 0,76%. Esse foi o resultado conquistado pelo Hospital Estadual Carlos Chagas,que tem gestão parcial da Pró-Saúde. Além disso, no segundo semestre de operações a unidade já tinha alcançado 90% da meta estabelecida no período em apenas um mês.

O Hospital Estadual Rocha Faria (HERF),gerido parcialmente pela instituição, está próximo de conquistar a acreditação Hospital Amigo da Criança. Entre os projetosimplementados, destacam-se o Amigas doLeite – voltado para alimentação de bebêsprematuros e que foi uma iniciativa doscolaboradores da Pró-Saúde –, o Casa deBoneca que é um espaço para as pacientesadolescentes, de 12 a 18 anos, em trabalho de parto; e o Sorriso Especial (atendimentoodontológico para pacientes especiais) queteve suas metas cumpridas.