Hospital Regional de Altamira é certificado por excelência

hrpt

No meio da Amazônica, situado na região sudoeste do Estado do Pará, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, foi certificado com a acreditação máxima, ONA 3 – Acreditado com Excelência, pela  Organização Nacional de Acreditação (ONA).

De acordo com o assistente de Qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA), médico Péricles Góes da Cruz, a certificação é um estímulo para que os hospitais busquem a qualidade no atendimento ao paciente. Ele comentou que é comum ver na imprensa situações em que o paciente do Sistema Único de Saúde (SUS) não é atendido com qualidade. Para que essa realidade pudesse ser transformada, o processo de certificação da ONA fomenta os hospitais para que tenham preocupação e compromisso com a qualidade da prestação de serviço, bem como aumente a segurança do paciente. “A nossa preocupação é melhorar o processo de qualidade dos hospitais,  promovendo um atendimento com excelência e que isso reflita na segurança do paciente”, explicou. O reconhecimento na ONA com a certificação máxima ao HRPT é de que ele cumpre todos os processos e, assim, o cidadão paraense recebe da unidade um atendimento eficaz com qualidade.

A equipe da Fundação Carlos Alberto Vanzolini, credenciados pela ONA, avaliou a qualidade dos serviços de saúde prestados pelo Hospital Regional de Altamira, em especial o foco na segurança do paciente e do colaborador.  Para o diretor geral da unidade, Edson Primo, a certificação é o reconhecimento de que é possível fazer saúde pública com eficiência e qualidade. “O compromisso com uma oferta de serviços de excelência de qualidade é o nosso foco na unidade. Nossos colaboradores dedicam-se para que os processos sejam cumpridos e, assim, o resultado garanta o bem-estar e a segurança dos nossos pacientes”, comentou o diretor.

 

A unidade

Situado na Amazônia Legal, o HRPT foi, em 2010, o primeiro hospital público do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil a receber uma certificação da Organização Nacional de Acreditação, uma entidade não governamental e sem fins lucrativos, fundada em 1999, cujas avaliações seguem padrões estabelecidos pelas normas do Sistema Brasileiro de Acreditação e o Manual Brasileiro de Acreditação para emitir as certificações.

Até ontem, 13/04, o Hospital Regional de Altamira era certificado como ONA 2 – Acreditado Pleno. A primeira certificação da unidade foi em 2010 quando obteve a certificação ONA 1 – Acreditado. Em 2012, a unidade recebeu a certificação ONA 2 – Acreditado Pleno. Agora, a certificação ONA3 – Acreditado com Excelência caracteriza a maturidade na qualidade do serviço. Na avaliação dos auditores, as certificações são concedidas somente às unidades hospitalares que atendem a criteriosos processos de segurança do paciente, do colaborador e de gestão integrada.

Gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Regional Público da Transamazônica irá completar dez anos em dezembro. Público e gratuito, a unidade é referência para aproximadamente 600 mil habitantes que fazem parte dos nove municípios da Região Integração do Xingu (Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Sen J Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu).