Pró-Saúde é destaque em ranking de excelência da revista Exame

14628287851

 

Ranking publicado pela revista Exame, uma das mais importantes do País, mostra que dois hospitais administrados pela Pró-Saúde estão entre os dez que atendem ao Sistema Único de Saúde (SUS) se destacando pelo elevado padrão de atendimento à população brasileira.

Das unidades administradas pela Pró-Saúde, são destacadas na lista da revista Exame o Hospital Regional do Baixo Amazonas, que fica em Santarém; e o Hospital Regional Público da Transamazônica, localizado em Altamira — ambos municípios do Estado do Pará, situados na Amazônia Legal.

A revista afirma que os dez hospitais se destacam das outras 2.977 unidades que atendem ao SUS pelo elevado padrão de atendimento à população, conforme certificação chancelada pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade que, há duas décadas, verifica a qualidade em todas as áreas de atividade dos hospitais.

Antes de obter a certificação, a revista lembra que a ONA realiza visitas nos hospitais e avaliam mais de 1,7 mil itens.

Maria Carolina Morenos, superintendente da ONA, disse à Exame que, além da “valorização do próprio funcionário do hospital, quando o local conquista o selo, os pacientes conseguem sentir na prática a qualidade dos serviços”.

À revista, a superintendente afirmou ainda que dificilmente “um paciente vai sofrer um acidente adverso dentro de uma unidade acreditada”. “O hospital que atinge o nível máximo de excelência é uma unidade que se preocupa com a segurança do paciente”, observou Maria Carolina.

 

Parceria

Para o diretor de Operações da Pró-Saúde, Jocelmo Pablo Mews, as certificações de qualidade mostram que o Brasil está, aos poucos, descobrindo a importância da gestão no processo de melhoria dos serviços de saúde no País.

“Levamos para todas as unidades onde atuamos um padrão de gestão desenvolvido pela Pró-Saúde e consolidado ao longo de sua história. No caso dos hospitais do Pará, essas certificações são resultado de uma parceria com o Governo do Estado, criada a partir de um novo olhar para a saúde pública, com metas bem definidas de curto, médio e longo prazos”, afirmou.

Mews destacou ainda que a estabilidade promovida pelo Governo do Estado paraense deu segurança à Pró-Saúde para implantar tudo o que foi planejado. “Hoje, a população colhe os frutos desse trabalho, com uma saúde pública de qualidade”, afirmou. “A conquista da certificação é um passo importante. O outro é manter a certificação porque o desafio será seguir evoluindo a cada processo de avaliação”, acrescentou.

 

O papel das OS

A revista Exame lembrou que, da lista de 10 hospitais públicos acreditados pela ONA, metade está situada no Estado de São Paulo.

Todos os dez hospitais mais bem avaliados que integram o ranking são administrados por meio de Organizações Sociais (OS).

A atuação das Organizações Sociais foi validada pelo STF, ao considerar constitucional a Lei 9.637/1998, validando, assim, a eficiência do modelo de gestão, sem deixar margem a qualquer risco de insegurança jurídica quanto ao cumprimento das obrigações por parte das organizações que assumem os serviços.

 

ONA

Além do Hospital Regional do Baixo Amazonas e do Hospital Regional Público da Transamazônica, que possuem a certificação Acreditado com Excelência (ONA 3), a Pró-Saúde tem duas outras unidades certificadas pela ONA durante sua gestão: o Hospital Municipal de Mogi das Cruzes (SP) e o Hospital de Urgências da Região Sudoeste (GO), que possuem a certificação Acreditado (ONA 1).

 

Confira matéria completa clicando aqui